Terca-Feira, 23 de Maio de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Médicos reduzem sedação para tirar Schumacher do coma, diz porta-voz

No comunicado, a assessora voltou a solicitar privacidade para a família do heptacampeão mundial de F-1

A porta-voz de Michael Schumacher, Sabine Kehm, afirmou nesta quinta-feira que os médicos que atendem ao ex-piloto no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, na França, reduziram a sedação do alemão para começar o processo de tirá-lo do coma.


"Os sedativos administrados a Michael foram reduzidos há pouco para começar o processo de despertá-lo, que poderia durar muito tempo", disse Sabine Kehm em comunicado.


No comunicado, a assessora voltou a solicitar privacidade para a família do heptacampeão mundial de F-1.


"A família de Michael mais uma vez pede que sua privacidade e o segredo médico sejam respeitados e que os médicos não sejam perturbados em seu trabalho. A família agradece ao carinho de todo o mundo", disse a nota


Schumacher está internado em coma desde dia 29 de dezembro, quando sofreu traumatismo craniano e ficou em coma após acidente de esqui nos Alpes franceses.


A última informação sobre o estado de saúde do alemão ocorreu há dez dias. Na oportunidade, Kehm, informou que o estado de saúde de Schumacher continuava estável.


Schumacher é o piloto com mais títulos mundiais na história da F-1 -sete entre 1994 e 2004- e venceu 91 provas em sua carreira.

Fonte: Folha de S. Paulo
Data Postagem: 30/01/2014
PUBLICIDADE