Domingo, 23 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Em telegrama a Tinga, Barbosa cita 'odiosos atos de racismo'

Abraço, ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal", diz o telegrama de Barbosa

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, enviou na manhã desta sexta-feira (14) telegrama ao jogador brasileiro Tinga, meio-campo do Cruzeiro, no qual se solidarizou pelos "odiosos atos de racismo" contra o atleta.

"Caro Tinga, receba minha total solidariedade pelos odiosos atos de racismo de que foi vítima em partida disputada no Peru no último dia 12 de fevereiro. Abraço, ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal", diz o telegrama de Barbosa.

Na quarta (12), torcedores do Real Garcilaso, do Peru,  reproduziram sons de macacos no momento em que o jogador do Cruzeiro tocava na bola, durante partida entre as duas equipes pela Taça Libertadores da América. Campeão da última edição do Campeonato Brasileiro, o time de Minas Gerais estreou na quarta (12) na competição continental na cidade peruana de Huancayo.


Nesta quinta-feira (13), a presidente Dilma Rousseff classificou, por meio de sua conta no microblog Twitter, de "lamentável" o episódio que envolveu o atleta.

Racismo na Libertadores
Aos 21 minutos do segundo tempo, o veterano volante, de 36 anos, entrou em campo em substituição a Ricardo Goulart. A partir deste momento, em todas as vezes que Tinga tocava na bola, a torcida adversária reproduzia sons de macaco.


Ao final da partida, o jogador do Cruzeiro, que é negro, lamentou o episódio. "Eu queria não ganhar todos os títulos da minha carreira e ganhar o título contra o preconceito contra esses atos racistas. Trocaria por um mundo com igualdade entre todas as raças e classes", disse.


 

Fonte: G1
Data Postagem: 14/02/2014
PUBLICIDADE