Terca-Feira, 25 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Projeto de lei quer acabar com balas e chicletes na hora do troco em MS

A proposta proíbe a “substituição” do troco por outros itens, como brindes, balas e outros produtos

Se balas e chicletes podem servir como dinheiro na hora do troco, por que não usá-los na hora de pagar as compras? O raciocínio parece lógico, mas sabemos que não é bem assim que funciona. Alegando falta de moedas, muitos estabelecimentos insistem em devolver o troco com uma balinha.


Porém, um projeto de autoria do deputado estadual Pedro Kemp (PT), se aprovado, prevê que a devolução do troco seja feita de forma integral ao consumidor. Quem descumprir a medida poderá pagar multa de R$ 1, 8 mil (100 Uferms).


A proposta proíbe a “substituição” do troco por outros itens, como brindes, balas e outros produtos.


Trocar o dinheiro pelos docinhos tira muita gente do sério. Tem cliente que se recusa a aceitar, mas a maioria acaba pegando para não ficar sem nada. "Eu pego, senão eu vou ficar sem o dinheiro e sem bala", explicou o taxista Walton Prado, 25 anos.


De acordo com o Projeto de Lei, se o comerciante não tiver moedas ou cédulas, ele terá que “arredondar” o valor em benefício do cliente. 


O troco indesejado levou uma senhora de 80 anos a inverter os papéis. Carioca, Lucia Maria usou o bom humor para mostrar o descontentamento.

Fonte: Campo Grande News
Data Postagem: 03/03/2014
PUBLICIDADE