Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Pausas para o cigarro causam prejuízo bilionário às empresas

As pausas feitas pelos trabalhadores para fumar durante o horário do expediente custam aos empregadores mais do que eles imaginam

Estudos comprovam que o cigarro não faz mal apenas para a saúde do fumante, mas também prejudica a saúde financeira das empresas.


As pausas feitas pelos trabalhadores para fumar durante o horário do expediente custam aos empregadores mais do que eles imaginam. No Reino Unido, um estudo indica que o custo para as empresas pode chegar a US$ 14,5 bilhões por ano.


O fumante britânico faz em média quatro pausas para fumar durante o dia, com duração de cerca de 10 minutos cada uma, diz o estudo realizado pelo Centro de Pesquisas em Economia e Negócios e digulgado pela rede americana CNBC.


Isso equivale a 136 horas de tempo produtivo perdido por ano para cada fumante, segundo a pesquisa. O custo por fumante é de US$ 2,5 mil. O centro de pesquisas constatou que os fumantes representam cerca de 20% da força de trabalho no Reino Unido.


O custo extra de um empregado por ser fumante pode ser ainda maior, segundo outra pesquisa feita pelo instituto Gallup nos Estados Unidos no ano passado. A perda anual seria de US$ 3 mil, considerando US$ 341 por dia de trabalho perdido.


Além disso, os custos de saúde para os fumantes seriam de cerca de US$ 2 mil por ano a mais em relação aos não fumantes. Nos EUA a proporção é de 19,1% de fumantes no mercado de trabalho.


“Os trabalhadores que fumam custam para a economia dos EUA cerca de US$ 278 bilhões por ano em perda de produtividade e custos adicionais de saúde”, informou o Gallup. “Estes indivíduos relatam mais de sete dias adicionais por problemas de saúde e cerca de 2,5 dias de trabalho perdidos por ano, em comparação com os não fumantes”.

Fonte: Estadão
Data Postagem: 06/03/2014
PUBLICIDADE