Terca-Feira, 23 de Maio de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Saúde dobra atenção contra a dengue em Naviraí

Confirmado o primeiro caso da doença este ano na cidade
Saúde está em alerta contra a dengue. (Foto: Assessoria)

A gerência municipal de saúde através da coordenação do Controle de Vetores está com atenção redobrada na prevenção contra a dengue no município. O alerta surgiu com a confirmação de caso positivo da doença em Naviraí.


A preocupação do setor de saúde municipal é que, segundo os últimos levantamentos, mais de 84% dos focos do mosquito transmissor da doença estão sendo encontrados dentro dos quintais, em lixos domésticos, pratos de plantas que acumulam água, bebedouros de animais e depósitos de água destampados como caixas d'água e cisternas.


Apesar de a infestação do mosquito AEDES AEGYPTI, transmissor da dengue, estar espalhada por praticamente todo o perímetro urbano do município, os bairros que apresentaram maior presença do mosquito e larvas são: o Sol Nascente, Jardim Progresso e o Jardim Paraíso.


José Pereira, coordenador do Núcleo de Controle de Vetores, lembra que este ano está ocorrendo o inverso de anos anteriores quando os casos suspeitos de dengue começavam a surgir no início do verão (novembro e dezembro). "Agora, em plena estação do outono estamos tendo o aumento de notificações em Naviraí; e o que mais preocupa: caso confirmado de dengue. Hoje já somam 78 as notificações de casos suspeitos de dengue" ressaltou o coordenador.


A gerência de saúde da prefeitura pede a todas as pessoas que apresentaram casos suspeitos da doença e que ainda não tenha realizado a sorologia, que procurem uma unidade de saúde para coletar o material. Esse procedimento pode ser feito a qualquer hora do dia nos postos de saúde. O sangue coletado será encaminhado para o LACEN (Laboratório Central) em Campo Grande, e poderá confirmar ou não a existência da Dengue.


O Prefeito Léo Matos, preocupado com o surgimento de novos casos pede ao cidadão naviraienses ajudarem na eliminação dos focos do mosquito. “Ações preventivas não irão tomar mais que 10 minutos do tempo diário de cada morador, e evitam a proliferação do mosquito transmissor da dengue” destacou o prefeito.

Fonte: Assessoria
Data Postagem: 12/04/2014
PUBLICIDADE