Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Energia elétrica fica 9,84% mais cara aos consumidores residenciais da Enersul

A reunião pública ordinária da Aneel para discutir e decidir sobre o percentual de reajuste foi feita na manhã desta terça-feira (6)

O preço da tarifa de energia elétrica cobrado pela Enersul dos clientes residenciais passa a ficar 9,84% mais caro em Mato Grosso do Sul. Na média, o reajuste aprovado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) ficou em 11,20% e é retroativo a abril.


A reunião pública ordinária da Aneel para discutir e decidir sobre o percentual de reajuste foi feita na manhã desta terça-feira (6). O percentual de reajuste para a tarifa industrial e comercial ficou em 14,11%, enquanto os beneficiados pela tarifa social passarão a pagar 9,40%.


O pedido da Enersul era por um reajuste 16,19%. Segundo o deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB), que foi a Brasília (DF) especificamente para acompanhar a reunião da Aneel, os consumidores residenciais representam 75% dos clientes da empresa.


No mês passado, o peemedebista foi à Justiça para barrar a reunião pública ordinária que definiria o reajuste da tarifa da Enersul. Ele conseguiu adiar a audiência e, em seguida, a presidência da República reduziu o valor para cobrir o déficit do chamado CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), o que, ainda conforme o parlamentar, impactou no menor aumento do custo para o consumidor.


Trad comentou, também, que na reunião de hoje da Aneel foram deliberados índices de reajuste para concessionárias de energia elétrica em outras regiões do Brasil. No Rio Grande do Sul, por exemplo, o aumento será de 29%, enquanto no vizinho Mato Grosso chegou a 14%.

Fonte: Mídia Max
Data Postagem: 06/05/2014
PUBLICIDADE