Domingo, 23 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Seleção não está ''nem aí'' com protestos, diz Felipão

Felipão ainda isentou a Seleção Brasileira de responsabilidade em questões sociais, lembrando a função de policiais e governantes

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo divulgada nesta segunda-feira, o técnico Luiz Felipe Scolari descartou qualquer efeito dos protestos populares no Brasil sobre os jogadores da Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo. Segundo o treinador, uma eventual manifestação contrária ao torneio “não respinga nada” nos convocados.


“Os jogadores”, segundo Felipão, “não estão nem aí para isso”, embora o treinador tenha relembrado manifestações dos jogadores durante a Copa das Confederações, em 2013. O treinador ainda afirmou que não há apreensão a respeito de possíveis protestos durante o Mundial, assim como não houve com o evento-teste do ano anterior.


Felipão ainda isentou a Seleção Brasileira de responsabilidade em questões sociais, lembrando a função de policiais e governantes. “Quem tem de construir estradas não é o jogador de futebol, nem a CBF - é o governo”, argumentou. “Nós (Seleção) só temos de explicar a eles (população) que a função deles (jogadores) é jogar bola”, completou.


Ainda na entrevista, o treinador deu liberdade para que os jogadores comentem a respeito das manifestações, utilizando por exemplo as redes sociais. Mas pediu responsabilidade nos comentários. “Pode se manifestar, mas não é opinião da CBF. É opinião pessoal do jogador. E que ele assuma a responsabilidade disso”, completou.

Fonte: O Estado de São Paulo
Data Postagem: 26/05/2014
PUBLICIDADE