Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Cresce desigualdade salarial entre homem e mulher no Estado

Em números absolutos, a distância entre as remunerações anuais subiu de R$ 1,26 mil para R$ 2,41 mil

Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que a desigualdade salarial entre homens e mulheres aumentou em três anos, em Mato Grosso do Sul.


A reportagem publicada no jornal Correio do Estado desta quinta-feira mostra que o salário per capita dos homens sul-mato-grossenses era, em 2009, 7,47% maior que o das trabalhadoras. Três anos depois, essa diferença subiu para 11,23%.


Em números absolutos, a distância entre as remunerações anuais subiu de R$ 1,26 mil para R$ 2,41 mil. Os dados também mostram que, no período, o valor pago pelas empresas ficou defasado em relação ao avanço do salário mínimo.


A matéria de Osvaldo Júnior informa que, considerando o salário per capita, a diferença subiu de 7,47% para 11,23%. Em 2009, cada homem recebeu, em média, R$ 18,11 mil, e cada mulher, R$ 16,85 mil.

Fonte: Correio do Estado
Data Postagem: 29/05/2014
PUBLICIDADE