Sábado, 29 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Professor brasileiro se sente desvalorizado, mas gosta do atual trabalho

O dado é de levantamento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico

De cada dez professores brasileiros, nove acreditam que sua profissão não é valorizada pela sociedade.


O dado é de levantamento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, que ouviu 100 mil professores e diretores, em 34 países.


Todos os entrevistados trabalham com alunos com idades entre 11 e 16 anos. Mas apesar de se sentirem desvalorizados, a maior parte dos professores ouvidos no Brasil afirmou que gosta do atual emprego.


Oitenta e sete por cento estão realizados em seus trabalhos, um índice bem próximo da média global, de 91 por cento.


Eles também estão entre os que mais trabalham: dão aulas 25 horas por semana, seis a mais do que na maioria dos países pesquisados.


Os professores brasileiros só perdem em horas trabalhadas para os mestres de Alberta, no Canadá, e do Chile.

Fonte: Rádio 2
Data Postagem: 01/07/2014
PUBLICIDADE