Domingo, 23 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Cicinho do PT propõe redução nas taxas cobradas pela Sanesul

Foto: Assessoria

A cobrança da Taxa de Esgoto Sanitário realizada pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) no município de Naviraí foi alvo de debate entre os vereadores durante a última Sessão Ordinária do 1º semestre de 2014, realizada na segunda-feira (30), marcando o início do Recesso Parlamentar no dia 1º de Julho.


O Presidente da Câmara, o vereador “Cicinho do PT” apresentou indicação endereçada ao prefeito Léo Matos (PV), solicitando estudos que possam reduzir os valores atualmente cobrados pela Sanesul no setor de Esgoto Sanitário e indicou também a implantação da Tarifa Social a todas as famílias beneficiadas com o cadastro Único, uma vez que os investimentos feitos nessa área são quase que em sua totalidade oriundos do Governo Federal, ou seja, nessa questão, a empresa não deposita altos valores, o que não justifica a cobrança das altas taxas hora cobtradas.


Cicinho do PT justificou dizendo que as obras de Esgoto Sanitário realizadas na cidade em sua grande parte são custeadas pelo Governo Federal através da FUNASA (Fundação Nacional de Saúde) e mesmo assim a Sanesul cobra altas taxas dos consumidores, sem ao menos investir no referido setor.


De acordo com “Cicinho do PT” é de extrema importância que a Administração Municipal, realize estudos, para que possa garantir uma redução nos valores cobrados dos moradores.


Cicinho disse que esse “Absurdo Contratual” precisa ser revisto, afinal a população não pode ser penalizada por conta de um erro de contrato que tira das famílias naviraienses altos valores de suas rendas para o pagamento de taxas muitas vezes abusivas.


O vereador cobrou também, a implantação da Tarifa Social, uma questão que poderá beneficiar as famílias de baixa renda comprovadas pelo Cadastro Único.


Cicinho do PT afirmou que a redução da Taxa de Esgoto é uma reivindicação antiga da população naviraiense e que a discussão sobre o assunto tem que ser equilibrada, buscando sempre, o bem estar dos contribuintes; dizendo que em breve a renovação ou não do contrato com a Sanesul será debatido, mas desde já, é necessário atentar para as necessidades da população, para que o povo não seja penalizado.


“Nossos moradores não podem pagar por um absurdo cobrado por qualquer que seja a empresa; por isso defendo os direitos dos contribuintes que pagam altos impostos e faço a indicação ao prefeito Léo Matos para que viabilize a redução imediata das taxas cobradas pela Sanesul”. Finalizou Cicinho do PT.

Fonte: Assessoria
Data Postagem: 01/07/2014
PUBLICIDADE