Quarta-Feira, 26 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Calor em MS é o maior do País e foi motivo de demissão de técnico argentino

Gambini havia acertado com o rubro-negro há pouco menos de um mês, mas no início desta semana pediu para sair

O agora ex-técnico do Itaporã, o argentino, Mário Gambini, pediu demissão por não ter se adaptado ao calor sul-mato-grossense. Esse foi o argumento usado pelo treinador para pedir seu desligamento do clube. E o calor, que espantou o argentino, tem atormentado o sul-mato-grossense. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), Porto Murtinho registrou o maior temperatura do País nesta quinta-feira ao registrar 39º C.


Gambini havia acertado com o rubro-negro há pouco menos de um mês, mas no início desta semana pediu para sair. O motivo da saída não havia sido revelado pela diretoria do Itaporã. Natural de Mar Del plata, na Argentina, Mário explicou que está acostumado com o frio durante todo ano e que o calor não lhe deu condições de trabalho.


Para seu lugar foi contratado um velho da torcida, Pedro Caçapa.

Fonte: Campo Grande News
Data Postagem: 06/12/2013
PUBLICIDADE