Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Conta repassada para tarifa de energia pode ultrapassar R$ 23 bilhões

A conta que deverá ser repassada para o consumidor de energia pode chegar aos R$ 23 bilhões e ainda ter de ser corrigida pelo efeito de aumento no preço dos combustíveis, anunciado na segunda-feira (19) pelo governo. A informação é do diretor da Aneel(Agência Nacional de Energia Elétrica) Tiago Correia.


Correia é o relator do processo na agência que definirá os recursos do fundo do setor elétrico neste ano, a chamada CDE (Conta de Desenvolvimento Energético), de onde saem todos os pagamentos, incluindo as despesas com programas sociais, como Luz para Todos e os subsídios tarifários para baixa renda.


Com o anunciado fim dos aportes do Tesouro para esta conta, o consumidor terá de pagar sozinho por todos os gastos, que, em 2014, até o mês de novembro, superavam R$ 12 bilhões. A previsão inicial do orçamento de 2015 prévia uma ajuda para o fundo, vinda do Tesouro, de R$ 9 bilhões, que foi cancelada.


AUMENTO DUPLO


O reflexo desta medida será o aumento duplo da conta de luz, uma vez que a Aneel terá de aplicar dois reajustes sobre as tarifas. Segundo Correia, o valor exato dessa conta --que seria apresentada nesta terça-feira (20) pela agência-- ainda está sendo fechado.


O valor pode ainda sofrer alterações já que o governo anunciou, nesta segunda-feira (19) que haverá um aumento de impostos que afetará o preço dos combustíveis. A CDE, que também paga a compra de combustíveis para alimentar usinas térmicas, pode acabar sendo afetada pela tributação. A Aneel não divulgou o novo prazo para apresentação dos números finais que trarão impacto para a conta de luz.

Fonte: Folha
Data Postagem: 20/01/2015
PUBLICIDADE