Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Aos 49 anos, Müller volta ao futebol e joga 4ª divisão paulista

Onze anos depois de pendurar as chuteiras no Ipatinga-MG, o atacante Müller irá voltar aos gramados. Aos 49 anos, o tetracampeão do Mundo foi anunciado na tarde desta sexta (6) pelo presidente do Fernandópolis, Jerri Falcão, e será apresentado nesta terça-feira (10).


O próprio Müller confirmou o acerto com o clube da Segunda Divisão do Paulista (na verdade, a quarta divisão do futebol paulista) e logo fez a sua média com a torcida: "espero ser bem recebido na cidade. A torcida é a peça mais importante do clube e espero poder corresponder a expectativa".


A reportagem apurou que Müller vai receber R$ 100 mil em luvas e uma premiação, em caso de acesso à Série A-3, de até R$ 200 mil, além de um salário mensal mínimo de R$ 10 mil.


O ex-jogador de São Paulo, Corinthians, Santos e Palmeiras vai começar a treinar no Fernandópolis somente depois do Carnaval.


"Claro que não estou 100%, preciso de uns 15 a 20 dias de preparação física. Quando você está bem fisicamente, as coisas fluem melhor em campo"


Apesar do currículo invejável, bicampeão da Taça Libertadores e do Mundial de Clubes, Mülller foi socorrido, em 2011, pelo canal Sportv depois de perder todo o patrimônio e contar com a ajuda de amigos para sobreviver. Em março do ano passado, ao saber que não seria escalado pela emissora para cobertura da Copa do Mundo, Müller pediu demissão.


Na quarta divisão do Paulista, ele será o jogador mais velho do torneio. O regulamento da competição permite que apenas três atletas, com idade acima de 23 anos, sejam utilizados por jogo.


"Quando comecei a jogar eu precisei e me aconselhei com jogadores experientes. Na época eram Oscar, Falcão, Sócrates, Zico, enfim, todos esses jogadores foram importantes para o meu crescimento profissional e eu consegui assimilar. Agora, espero poder passar tudo que eu aprendi durante os 20 anos que tive como jogador aos meus novos companheiros. Isso é fundamental para o crescimento de um atleta", disse.


Müller é a tentativa de colocar a cidade do interior (553 quilômetros de São Paulo) no mapa do futebol paulista. "Estou há 90 dias negociando e acertamos essa semana. A cidade ficou sabendo e já ganhamos dez sócios-torcedores, além de ser procurado por um investidor que irá bancar a contratação", disse o empolgado presidente.


"O Müller terá toda a mordomia de um profissional, vai ter casa boa e andar de Audi, além de receber luvas e salários. O contrato tem duração de 90 dias, com possibilidade de prorrogação por mais 90 e obriga Müller jogar pelo menos 30 minutos no estádio Claudio Rodante, em Fernandópolis. Claro que, se ele quiser, queremos que jogue fora de casa, mas o Müller é um mito", completa.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 07/02/2015
PUBLICIDADE