Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Governo mantém bandeira tarifária vermelha na conta de energia elétrica

A bandeira tarifária para o mês de abril de 2015 é vermelha para todos os consumidores brasileiros, incluindo os de Mato Grosso do Sul – o que significa um acréscimo de R$ 5,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos – exceto para os estados do Amazonas, Amapá e Roraima. Bandeira vermelha também foi adotada em em janeiro e fevereiro.


Pelo sistema de bandeiras tarifárias, as cores verde, amarela e vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade. Assim, o consumidor poderá identificar qual é a bandeira do mês e reagir a essa sinalização com o uso consciente da energia elétrica, sem desperdício.


Saiba o que cada cor de bandeira indica:


Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;
Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 2,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos;
Bandeira vermelha: condições mais custosas de geração. A tarifa sobre acréscimo de R$ 5,50 para cada 100 kWh consumidos.


A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) orienta os usuários de energia a ficarem atentos à cor da bandeira indicada a cada mês e a adotarem medidas de uso racional. Para ajudar o consumidor a tirar dúvidas sobre esse e outros serviços regulados e/ou fiscalizados pela Agência, o mascote “Fiscalino” estará constantemente passando informações, orientações e esclarecendo sobre os direitos e deveres dos usuários.


Na energia elétrica, o personagem, que representa um atento fiscal dos serviços públicos, começa lembrando que a bandeira vermelha indica custo maior, então, mais que nunca, é importante o consumo consciente.

Fonte: Correio do Estado
Data Postagem: 01/04/2015
PUBLICIDADE