Sbado, 29 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Líder sem-teto é baleado pela polícia na região central de São Paulo

Um dos coordenadores da FLM (Frente de Luta pela Moradia) foi baleado pela Polícia Militar no final da tarde deste domingo (3) em frente a um prédio ocupado na avenida Rio Branco, região central de São Paulo. Sidney Ferreira Silva, 32, levou um tiro na altura da cintura e foi levado para o Pronto Socorro da Santa Casa de Misericórdia.


Segundo informações da Polícia Militar, os policiais foram chamados por vizinhos da ocupação porque Sidney estava armado com uma faca. No local, ainda segundo a polícia, houve uma tentativa de abordagem, mas o líder sem-teto teria avançado e foi baleado.


Em vídeo divulgado na página do coletivo Jornalistas Livres no Facebook, a mãe do sem-teto, Carmem Silva, conta que o filho estava com duas facas na mão após um churrasco na vizinhança. Ela pedia para ele largar as facas quando a polícia chegou. Sidney teria levantado as mãos e falado: "Vai me matar? Então mata".


Segundo o depoimento da mãe, um dos policiais atirou quando Sidney deu dois passos para a frente. O caso será investigado pelo 3º DP (Campos Elíseos).


A Frente de Luta pela Moradia é responsável pela invasão de vários prédios abandonados na região central de São Paulo. Na madrugada de 13 de abril, o grupo ocupou mais 16 imóveis nas regiões central, sul, norte e leste com a alegação de que eles estão abandonados e não cumprem função social.


OUTRO CASO


Na madrugada de domingo, o metalúrgico Fernando Neris Ferraz, 22, morreu durante uma tentativa de ocupação de um terreno no Jardim Record, em Taboão da Serra. Ele foi atingido por um tiro durante tumulto entre cerca de cem sem-teto e guardas municipais que atuavam para impedir a invasão.


A polícia investiga a origem do disparo.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 04/05/2015
PUBLICIDADE