Terca-Feira, 25 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Disputa pela presidência do PSDB de São Paulo racha o partido

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) foi uma das primeiras lideranças a chegar na Câmara dos Vereadores de São Paulo, neste domingo (31), para a votação que escolherá os membros da executiva e o presidente do partido da capital paulista que terá papel fundamental na eleição pela prefeitura de São Paulo em 2016.


Questionado sobre sobre qual dos três nomes que concorrem à presidência do PSDB municipal teria seu apoio, desconversou: "Não manifesto esse tipo de apoio".


Os nomes que disputam a presidência são: o vereador Mário Covas Neto, o deputado Ramalho da Construção e o membro do diretório da Mooca, Fabio Lepique.


Até 15 dias atrás, Mário Covas Neto era o único candidato. Ele tem sido ligado a pré-candidatura de Andrea Matarazzo por parte dos tucanos.


Há duas semanas, porém, grupos que defendem outros nomes para a disputa da prefeitura de São Paulo articularam a candidatura de Ramalho e Lepique.


Perguntado se Andrea Matarazzo seria o melhor nome para ser candidato, o governador afirmou que sim, mas que era se cedo para fazer esse debate. "Quando fui para os Estados Unidos, em 2007, em janeiro todos diziam que a Hillary Clinton seria a escolhida, ninguém falava do Obama", disse.
O atual presidente do PSDB municipal, Milton Flávio, defendeu que a candidatura de Mário Covas Neto se reduziu a candidatura de um candidato a prefeito", referindo-se a Andrea Matarazzo.


Já Andrea minimizou as críticas e afirmou apoiar Covas Neto por ser um nome conciliador. "Ele é tio do Bruno Covas e próximo ao José Aníbal". Nos bastidores do partido, os nomes são cotados para disputar uma eventual prévia para a vaga de candidato à prefeitura de São Paulo.


Mário Covas Neto afirmou que vem trabalhando sua candidatura há seis meses, e que antes de se lançar falou com todos os interessados em disputar a vaga de candidato à prefeito de São Paulo e com o governador Geraldo Alckmin. "Recebi de todos sinal verde. Se agora ele ficou vermelho, eu deveria ter sido comunicado", reclamou.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 01/06/2015
PUBLICIDADE