Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Dormir pouco faz pessoa comer mais, revela pesquisa

A quantidade de alimento que uma pessoa consome é impulsionada por diferentes fatores que são influenciados pela quantidade de sono

Não consegue resistir a uma fatia de bolo, uma barra de chocolate e outros quitutes? O seu sono pode ser o culpado. Segundo pesquisadores da Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, quanto menos a pessoa dorme, mais ela come. E os excessos podem levar a problemas como obesidade, diabetes tipo 2 e doença cardíaca a longo prazo. Os dados são do jornal Daily Mail .


O relatório dos cientistas Alyssa Lundahl e Timothy D Nelson, publicado no Journal of Health Psychology , afirma que vários fatores fazem alguém comer demais quando está privado de sono adequado. Após uma noite mal dormida, os níveis de grelina, o hormônio que estimula o apetite, são mais elevados, como mostraram estudos anteriores. A situação coincide com níveis mais baixos do hormônio leptina, que envia sinais para o cérebro quando as células de gordura estão repletas.


Pessoas cansadas também sofrem maior estresse emocional e são mais impulsivas, o que leva à busca do conforto provocado pela comida e à incapacidade de resistir a ela. Come-se mais para compensar a falta de energia.


Os cientistas concluíram que a quantidade de alimento que uma pessoa consome é impulsionada por fatores biológicos, emocionais, cognitivos e ambientais, que são fortemente alterados e influenciados pela quantidade de sono. Portanto, embora a dieta seja fundamental no tratamento e prevenção de distúrbios crônicos de saúde, como obesidade e diabetes tipo 2, deve-se também considerar esforços para melhorar o sono.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 05/06/2015
PUBLICIDADE