Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Dilma canta ao falar sobre os 7 a 1 na Copa do Mundo

Em entrevista para o DW, veículo alemão, a presidente Dilma Rousseff chegou a ser questionada se, um ano após a Copa do Mundo, ela já havia se recuperado da goleada imposta pela Alemanha por 7 a 1, na semifinal da competição. Dilma usou o bom humor na resposta e até cantou uma música.

“Eu vou responder porque é uma provocação (risos). Doeu muito. Doeu, sim, senhor. Mas você sabe que nós temos uma característica: brasileiro não desiste nunca, muito mais em futebol. Por isso eu lhe digo: aguardem que um dia nós voltaremos. Não digo que vai ser um 7 a 1, mas a gente ainda vai imprimir uma derrota em vocês. Tem uma música no Brasil que você deve conhecer: Ali onde eu chorei, qualquer um chorava, mas dar a volta por cima que eu dei, quero ver quem dava. É essa música que está preparada para vocês”, disse a presidente.

Dilma também falou sobre o caso de corrupção da Fifa, exposto para o mundo recentemente, e que tem brasileiros envolvidos. A presidente disse que a sua relação com a Fifa foi sempre conflituosa e que espera que o episódio sirva para transformar a Fifa em um órgão mais transparente.

Sobre os estádios utilizados para o Mundial, a presidente lavou as mãos e disse que isso era uma questão da Fifa com os Estados, e que se houve alguma irregularidade neles, não foi pelo governo brasileiro.

“Eu não fiz os estádios. Os estádios são uma negociação da Fifa com os governadores. O que o governo federal fez foi colocar 400 milhões de reais de financiamento para todos os estádios. Ou foi tomado pela iniciativa privada, ou foi tomado pelos governadores. A dimensão dos estádios não foi responsabilidade do governo brasileiro”, explicou ela.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 10/06/2015
PUBLICIDADE