Terca-Feira, 25 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Gaúcho inova e ganha o coração do Brasil com o “tchêmaki”

Além do tchêmaki de picanha, patinho, costela e chuleta, a temakeria ainda está tentando expandir os horizontes e abrirá, no mês de dezembro, uma casa de carnes para churrasco, também nada convencional

Jorge Pacheco é dono de uma das maiores franquias nacionais de churrascarias e faz três meses que acaba de entrar em um novo ramo culinário, o de comida japonesa. E já ganhou o coração do Brasil com seus tchêmakis, temakis inspirados na culinária japonesa só que com churrasco como recheio.


O tchêmaki picanha é o carro chefe, segundo Jorge, que fala sobre: “Diversas pessoas iam até algumas de minhas temakerias e não era sempre que podiam chamar toda a família, pois é evidente a presença de pessoas que ainda não comem peixe cru. Por isso pensei em dar uma variada e criei o tchêmaki, com carne bovina. E nesses três meses mais de 30 franquias já foram abertas em todo o Brasil… Acredito que era o que faltava e a aceitação do público mostra que eu não estou errado.”


Além do tchêmaki de picanha, patinho, costela e chuleta, a temakeria ainda está tentando expandir os horizontes e abrirá, no mês de dezembro, uma casa de carnes para churrasco, também nada convencional.


“O Brasil ama churrasco e, mais recentemente, passou a amar a comida japonesa e seus peixes deliciosos, por isso abriremos uma casa de carnes também diferente do que vemos por aí. Nela venderemos, além de todos os cortes bovinos conhecidos pelos brasileiros, a novidade da vez: Linguiça de salmão! Sim, pode parecer estranho, mas muita gente já me pediu e depois de dezenas de testes chegamos a uma linguiça deliciosa, saborosa, molhadinha e feita totalmente de salmão. Sem contar que desenvolvemos uma receita que encaixa esta linguiça em qualquer churrasco “normal”, cheio de carne de boi” nos conta o gaúcho Jorge.

Fonte: Jornal Verdade
Data Postagem: 13/12/2013
PUBLICIDADE