Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Ex-jogador Edílson é investigado por fraude em loterias

O ex-jogador Edílson é um dos investigados no esquema que recebia pagamentos indevidos dos prêmios das Loterias da Caixa Econômica Federal. A PF (Polícia Federal) iniciou na manhã desta quinta-feira (10) a Operação Desventura, para investigar um esquema de fraude no pagamento dos prêmios sorteados.


De acordo com informações obtidas pelo R7, foi cumprido o mandando de busca e apreensão na casa do ex-jogador da Seleção Brasileira, Edílson da Silva Ferreira. Durante a operação da PF na Bahia, dos quatro mandados de prisão temporária, três foram cumpridos.


Balanço


A investigação é feita em parceria com o Ministério Público e ocorre desde setembro do ano passado. Um dos envolvidos no esquema foi preso quando ia sacar um dos prêmios em Anápolis (GO).


Segundo a explicação da PF, o nome “desventura” significa má sorte: tanto a dos titulares dos prêmios quanto a dos investigados.


O Ministério Público destaca que a fraude não era no sorteio, mas, sim, no saque do prêmio não retirado. O bilhete premiado cujo valor não havia sido recolhido pode ser apresentado em qualquer agência da Caixa. Com isso, eram escolhidos os gerentes que faziam parte do esquema, independentemente do local onde o prêmio havia saído.


Os sistemas da Caixa emitem alertas quando faltam oito dias para prescrever o bilhete. Nesse momento, os suspeitos começavam o esquema, para garantir a fraude.



 


Ainda seriam cometidos outros crimes, como o uso de hackers para a criação de máquinas falsas e roubo de informações bancárias, além de contrabando de veículos.


A operação ainda está em andamento, e faltam prisões e mandados a serem cumpridos.


Leia a íntegra da nota da Caixa Econômica Federal:


"A Caixa Econômica Federal informa que já vem colaborando com as investigações da Operação Desventura, deflagrada hoje (10) pela Polícia Federal, e que manterá cooperação integral com as investigações em curso. 


A CAIXA está tomando todas as providências de abertura de processos disciplinares, apuração de responsabilidades e afastamentos, nos casos de envolvimento de empregados do banco".

Fonte: fatima news
Data Postagem: 11/09/2015
PUBLICIDADE