Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Atlético-MG dobra chances de título e chega a 16%; Santos embola o G-4

Em uma rodada em que os três primeiros colocados do Campeonato Brasileiro jogaram fora de casa, o clube que se deu melhor foi o vice-líder Atlético-MG. Além de vencer o Coritiba por 3 a 0, o Galo viu seus principais concorrentes ao título - Corinthians, primeiro colocado, e Grêmio, na terceira posição - apenas empatarem com a Ponte Preta e o Grêmio, respectivamente. Com o triunfo, a equipe mineira chegou aos 56 pontos, reduzindo de sete para cinco pontos a diferença para o Timão e dobrando as suas chances de título de 8% para 16%, de acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia. Apesar da probabilidade de o Corinthians levantar a taça ter diminuído de 88% para 82% após o empate por 2 a 2 diante da Macaca, o clube paulista continua sendo o grande favorito para ser campeão. O Grêmio, que ficou no 0 a 0 com o Cruzeiro, no Mineirão, corre por fora, com apenas 2%. 


Faltando nove rodadas para o término da competição, a luta pelo G-4 promete ser acirrada até o fim. Se Corinthians (99%), Atlético-MG (98%) e Grêmio (90%) praticamente já garantiram presença na Libertadores do ano que vem, outras nove equipes continuam na disputa pela quarta e última vaga. Líder do returno e quarto colocado no geral, com 46 pontos, o Santos finalmente entrou no G-4 após quase cinco anos e viu suas possibilidades de conseguir a classificação para o torneio continental crescerem de 26% para 31% após a vitória por 3 a 1 contra o Fluminense.


Embora esteja na sexta posição, com 45 pontos, o Palmeiras, que foi goleado pela Chapecoense fora de casa por 5 a 1, tem 28% de chances, contra 21% do São Paulo, quinto colocado com 46 pontos, assim como o Peixe. Segundo Tristão, ao analisar a probabilidade de cada time são levados em consideração o mando de campo dos jogos e o retrospecto dos clubes na competição. Antes do início da 29ª rodada, a probabilidade do Verdão estar no G-4 era de 42%. Flamengo (17%), Internacional (11%), Ponte Preta (2%), além de Sport, Atlético-PR e Fluminense, ambos com 1%, também seguem no páreo.    



Na parte de baixo da tabela, a possibilidade de o lanterna Joinville ser rebaixado aumentou de 95% para 97% após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no Maracanã. Com o empate por 1 a 1 diante do Avaí, em Florianópolis, o Vasco, com 27 pontos, segue com 85% de chances de cair.  O Goiás, que tinha 41% de risco de queda, aparece na sequência, agora com 59%, enquanto o Figueirense, que venceu o confronto direto contra o time Esmeraldino por 3 a 2 tem 53%, percentual bem abaixo dos 77% registrado na rodada passada. O resultado na Ressacada também não foi bom para o Leão catarinense, que viu sua probabilidade de disputar a Segunda Divisão aumentar de 30% para 34%. Outro que ficou mais ameaçado foi o Coritiba. Com a derrota para o Atlético-MG, suas possibilidades de rebaixamento subiram de 22% para 36%. Após a goleada sobre o Palmeiras, a probabilidade de a Chapecoense disputar a Série B em 2016 diminuiu de 40% para 23%. Outras cinco equipes também não escaparam totalmente do rebaixamento. São elas: Fluminense e Cruzeiro (4%), Atlético-PR (3%); além de Sport e Ponte Preta (1%). 

Fonte: fatima news
Data Postagem: 05/10/2015
PUBLICIDADE