Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Aidar entrega carta de renúncia e deixa a presidência do São Paulo

Agora é oficial. Carlos Miguel Aidar não é mais presidente do São Paulo. O dirigente deixou o cargo nesta terça-feira após entregar uma carta de renúncia. Mais cedo, ele se despediu dos funcionários do clube por meio de um e-mail.

Aidar deixa a presidência do São Paulo agora para Carlos Eduardo Barros e Silva, o Leco, que assume por ser o atual presidente do Conselho Deliberativo do clube. Foi para ele que Aidar entregou a carta de renúncia. A presidência de Leco, no entanto, é de maneira interina e ele tem 30 dias para convocar novas eleições no clube.

Em nota, o clube anunciou a renúncia e marcou para a próxima quinta-feira, às 11h, uma entrevista coletiva com Leco, no auditório do Conselho Deliberativo, no Estádio do Morumbi.

O São Paulo enfrenta uma das piores crises políticas de sua história. Na semana passada Aidar entrou em conflito físico com Ataíde Gil Guerreiro, que acabou sendo demitido da vice-presidência de futebol do clube. Pouco depois, Aidar pediu o cargo de todos os diretores.

Gil Guerreiro chegou a acusar Aidar de desvio de dinheiro em negociações de jogadores e falou que tinha um vídeo gravado em que o agora ex-presidente confessava seu práticas de corrupção. O vídeo foi divulgado pelo ex-vice-presidente.

Coincidentemente, Leco assume, de forma inesperada, o posto que sonhava ocupar nas últimas eleições. O cartola chegou a cogitar uma candidatura, mas foi preterido por Juvenal Juvêncio. O então presidente preferiu apoiar Aidar, que acabou vencendo o pleito. No entanto, pouco depois, foi o próprio Juvenal quem rompeu com o mandatário.

As diferenças entre os dois ficaram públicas, e os ex-aliados trocaram agressões verbais e provocações via imprensa e pronunciamentos. Agora, com as denúncias contra si, Aidar ficou ainda pressionado e solitário, até denunciar. E Leco, finalmente, assumiu a presidência - por enquanto interina. Mas é provável que se lance candidato.

Leia a nota do São Paulo na íntegra:

"O São Paulo FC comunica que, na tarde desta terça-feira, Carlos Miguel C. Aidar apresentou pessoalmente a carta de renúncia ao Presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Augusto de Barros e Silva.

Na próxima quinta-feira, dia 15 de outubro, Carlos Augusto de Barros e Silva concederá uma coletiva de imprensa, às 11h00, no auditório do Conselho Deliberativo, entrada pelo portão 17 do Estádio do Morumbi."

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 14/10/2015
PUBLICIDADE