Domingo, 23 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Renato passa 'cartilha' à torcida por apoio na Arena: 'Não pode sentar'

Treinador pede incentivo incondicional em 'jogo do ano'. Duelo com Furacão ocorre às 21h50m desta quarta e é preciso reverter placar

Renato jogou para a torcida. Ou melhor, quer o torcedor em sintonia com o time na partida contra o Atlético-PR, no duelo decisivo por vaga à decisão da Copa do Brasil, a partir das 21h50m desta quarta-feira, na Arena.


Logo na primeira pergunta da coletiva, Renato convocou o torcedor. Como incentivo aos jogadores, o treinador deseja carga de motivação desde o instante em que o ônibus da delegação ingressar no estacionamento da Arena. Inclusive, sinaliza como deve ser o passo a passo dos fãs, em clima de "cartilha".


- Acima de tudo, peço para que o torcedor compareça. Tem que receber os jogadores no ônibus. Não pode nem sentar, é ficar em pé e apoiar. É o jogo mais importante (do ano). Mais do que nunca o torcedor precisa dar uma resposta positiva. Precisa ir em peso, incentivar - frisou.


No discurso, Renato pediu trégua para eventuais críticas. Após o empate sem gols contra o Bahia, no domingo, por exemplo, alguns torcedores vaiaram o time no estádio. É justamente o que o treinador deseja evitar.

Argumento conhecido


Como argumento favorável ao grupo, Renato voltou a se utilizar de discurso comum nas últimas semanas: o de valorizar a campanha do Grêmio tanto no Brasileirão como na Copa do Brasil. Acima de qualquer outra coisa, inclusive dos cinco jogos consecutivos sem vitórias da seca de gols nos últimos quatro.


- O torcedor do Grêmio está mal acostumado com vitórias. Talvez seja por isso. Não se pode ganhar todas. O que tem para reclamar? Estou aqui há quatro meses. Outros treinadores passaram por aqui e não levaram o Grêmio para decisões. Se isso é ruim, não sei exatamente o que é futebol. Se o time está no G-4, em uma semifinal e não é bom, é preciso rever algumas coisas - analisa.


Em uma análise pessoal, ao se colocar na balança, Renato vê suas decisões acertadas frente ao time do Grêmio. E, para o comandante, foram essas definições que levaram o grupo para uma semifinal:


- Sou pago para isso, para pensar. Não sou um cara perfeito, sou um ser humano. Às vezes se acerta, outras se erram. Mas, se estamos nesse ponto, acredito que acertei muito mais do que errei. Se não, quem sabe amanhã meus jogadores assistiriam à partida pela TV. As minhas decisões levaram o time à semifinal da Copa do Brasil e ao G-4 do Brasileirão.


Até a noite desta terça-feira, restavam quatro mil ingressos à venda. Ou seja, a Arena estará lotada para a partida, com possibilidade de recorde de público. Até então, a partida com maior número de torcedores foi entre Grêmio e LDU, pela Libertadores, em janeiro, com 41 mil assistentes.

Fonte: Globo Esporte
Data Postagem: 06/11/2013
PUBLICIDADE