Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Tardelli revela problemas com Cuca e deixa retorno ao Galo em aberto

Atacante lamenta lesão, que atrapalhou participação no primeiro ano no Shandong Luneng, da China; jogador não se vê em outro clube no Brasil, que não seja o Galo

O atacante Diego Tardelli falou com a imprensa durante a visita à Cidade do Galo, e revelou que o relacionamento dele com o técnico Cuca, que o comanda no Shandong Luneng, da China, não anda nada bem. Bastou isso para o jogador ter a volta ao futebol brasileiro especulada pelos jornalistas.


Apesar de dizer que se voltar ao país, não se vê atuando em outro clube que não seja o Galo, Tardelli admitiu que espera fazer uma temporada melhor no próximo ano, na China. Ele tem contrato até 2017 com o clube asiático.


- Acabou a liga no sábado passado. Ficamos em terceiro lugar. Classificamos para a Champions, que é a Libertadores nossa. Tive alguns problemas, mas estou feliz lá, e minha família também. Dá para aguentar mais um aninho ainda.


Tardelli revelou que se lesionou no joelho, o que atrapalhou desenvolver um melhor futebol no clube asiático.


- Foi mais dentro de campo. Treinador é o Cuca, fiz poucos jogos com ele esse ano. Infelizmente. É uma competição que você tem que se preparar bem. Fui achando que era uma coisa e acabou sendo outra. Lá tem a pressão, principalmente sobre nós estrangeiros. Há essa cobrança maior em cima da gente. Foi por isso que eu não me adaptei ainda. Tive uma lesão. Fiquei dois meses parado. Lesão de joelho. Voltei sem confiança. Estava louco para acabar a temporada para voltar mais forte ano que vem.


LEIA MAIS
>> Retorno? Diego Tardelli visita ex-companheiros no Atlético-MG
>> Ele fica! Leonardo Silva renova com o Atlético-MG por mais uma temporada


O ponto alto da entrevista acabou sendo a revelação que a relação com o técnico Cuca, que foi treinador de Diego Tardelli no Atlético-MG, não anda nada boa.


- A gente tem se falado muito pouco. Tivemos uns problemas particulares. A gente tem se falado muito pouco este ano. A não ser dentro de campo. Eu vou embora para minha casa depois do treino, e ele vai embora para a casa dele. Não sei muito da vida do Cuca. 



A gente tem se falado muito pouco. Tivemos uns problemas particulares. A gente tem se falado muito pouco este ano. A não ser dentro de campo. Eu vou embora para minha casa depois do treino, e ele vai embora para a casa dele. Não sei muito da vida do Cuca. 

Diego Tardelli


Se o entrevero com o ex-treinador do Galo pode ser uma porta aberta para um possível retorno, não se sabe. Mas que Diego Tardelli só pensa no Galo, caso volte, isso é definitivo.


- Eu deixei bem claro que, se um dia eu voltar para o Brasil, aqui será minha primeira opção sempre. Eu não me vejo jogando em outro clube. Tive sonho em jogar em outros clubes, mas depois que vim para o Atlético-MG, não me vejo jogando em outro clube.


O amor pelo Galo se reflete nas informações que o atacante colhe do clube mineiro. Na China, Tardelli acompanha o time e viu como um ano bom o desempenho de 2016 do alvinegro.


- Assisti a maioria dos jogos. Acho que foi um ano bom para o Atlético-MG. Teve alguns tropeços. Deixou se afastar um pouco do Corinthians. 


Por fim, Tardelli exalta o carinho com o Atlético-MG e a ligação que tem com a torcida, mesmo estando do outro lado do mundo.


- É legal esse carinho, a gente sempre se comunica nas redes sociais. Aqui eu sinto algo diferente quando entro aqui. Mas quem sabe mais um ano e meio eu possa voltar para o Atlético-MG?!

Fonte: g 1
Data Postagem: 06/11/2015
PUBLICIDADE