Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Cruzeiro vence e acaba com invencibilidade de 11 anos do Tricolor

O Cruzeiro acabou nesse domingo com os onze anos de invencibilidade do São Paulo em partidas do Campeonato Brasileiro disputadas no estádio do Mineirão. Leandro Damião saiu do banco de reservas e marcou o gol que decretou a vitória por 2 a 1 da Raposa sobre o Tricolor. Com o resultado, o time mineiro chegou aos 48 pontos e se manteve na décima colocação da competição. Já os paulistas se mantiveram com 53 pontos, no quinto lugar, mas desperdiçaram a chance de entrar no G4 nessa 34ª rodada.


Mesmo com a derrota, o destaque do jogo foi o goleiro Denis. O são-paulino fez quatro grandes defesas no primeiro tempo e impediu a Raposa de sair à frente no marcador. O aniversariante Luis Fabiano foi o responsável por inaugurar o placar, em cabeçada aos 30 do primeiro tempo. Mas o Cruzeiro chegou ao empate com Willian, dois minutos após o gol tricolor. No segundo tempo, a vontade se sobressaiu à técnica. E, aos 35 minutos, Leandro Damião aproveitou o posicionamento ruim da defesa tricolor para decretar a virada da equipe mineira.


O Cruzeiro, que ainda sonha com o G4, voltará a campo apenas no próximo domingo, contra o Sport, no Mineirão. Já o São Paulo terá tempo de sobra para se preparar para seu próximo duelo. A equipe de Doriva só volta a jogar no dia 19, contra o vice-líder Atlético-MG, no Morumbi.


O Jogo
O goleiro Denis não deixou a chance de substituir Rogério Ceni escapar e teve uma bela atuação no início da partida. O Cruzeiro começou melhor e chegou com perigo aos 10 minutos, em lance de Arrascaeta com Fabrício que obrigou o arqueiro são-paulino a sair nos pés do lateral cruzeirense para impedir o avanço ao ataque. Logo em seguida, Willians mandou forte chute de fora da área e parou em grande defesa de Denis.


A pressão era intensa, mas o Tricolor escapou de levar o gol em outras três oportunidades. Aos 14, Bruno Rodrigo acertou voleio e parou mais uma vez em Denis. Três minutos depois, Willian finalizou de dentro da área e mandou para fora. No lance seguinte, Gabriel Xavier recebeu da esquerda e chutou nas mãos de Denis. O rebote ficou com Willians, que só não marcou porque o goleiro tricolor fez um milagre para espalmar a conclusão do volante cruzeirense.


Quando a partida parecia favorável à Raposa, o atacante Luis Fabiano silenciou o Mineirão com um gol de cabeça. Aos 30, o Fabuloso, que completa 35 anos nesse domingo, subiu mais alto que a defesa em escanteio batido por Pato e testou firme para as redes. A comemoração são-paulina, contudo, durou apenas dois minutos. O atacante Willian bateu da entrada da área e acertou o canto direito da meta adversária, longe do alcance de Denis. O time de Belo Horizonte ainda teve a chance de virar o jogo aos 33, mas o chute de Gabriel Xavier passou rente à trave e foi para fora.


Tanto o Cruzeiro quanto o São Paulo retornaram do intervalo buscando o ataque, mas quem levou mais perigo foi o time comandado pelo técnico Doriva. Aos onze minutos, Michel Bastos cruzou a bola para a área e encontrou Pato, que surgiu nas costas do zagueiro Bruno Rodrigo e chutou por cima do gol de Fábio. Aos 20, o Cruzeiro reclamou de um pênalti que teria sido cometido por Reinaldo em cima de Arrascaeta. Mas o árbitro Marcelo de Lima Henrique ignorou os protestos e mandou o jogo seguir. No minuto seguinte, Pato recebeu na esquerda e chutou na rede pelo lado de fora.


A fim de alcançar os três pontos, Doriva promoveu a entrada de Alan Kardec no lugar de Luis Fabiano, enquanto o cruzeirense Mano Menezes emplacou Leandro Damião na vaga de Gabriel Xavier. No duelo dos treinadores, Mano levou a melhor e pôde comemorar a conquista de mais três pontos no Brasileirão. Aos 35 minutos, o argentino Ariel Cabral percebeu o posicionamento ruim da defesa do São Paulo e lançou em direção à área. O atacante Leandro Damião ganhou na corrida do marcador e chutou para anotar o gol da vitória do Cruzeiro.


FICHA TÉCNICA


CRUZEIRO 2 X 1 SÃO PAULO


Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG).


Data: 8 de novembro de 2015 (domingo).


Horário: 17 horas (de Brasília).


Público: 33.417


Renda: R$ 1.001.675,00


Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (ESP-PE).


Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Dilbert Pedrosa Moisés (ESP-RJ).


Cartões amarelos: Manoel (Cruzeiro); Alan Kardec e Thiago Mendes (São Paulo).


GOLS:


CRUZEIRO: Willian, aos 32 minutos do primeiro tempo, e Leandro Damião, aos 35 do segundo tempo.


SÃO PAULO: Luis Fabiano, aos 30 minutos do primeiro tempo.


CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Henrique, Willians (Charles), Ariel Cabral, De Arrascaeta e Gabriel Xavier (Leandro Damião); Willian.


Técnico: Mano Menezes.


SÃO PAULO: Denis; Bruno (Hudson), Rodrigo Caio, Lucão e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley (Centurión) e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Alexandre Pato e Luis Fabiano (Alan Kardec).

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 09/11/2015
PUBLICIDADE