Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Menina de 8 anos é a primeira criança a ser diagnosticada com câncer de mama

O mês de outubro acabou, mais uma vez alarmando todas as mulheres à realização do auto-exame como forma de prevenção a possível câncer de mama. No entanto, neste semana, um caso da doença chocou o mundo, já que acometeu uma pessoa não faz nem mesmo parte do público que usualmente desenvolve o problema de saúde. Com apenas oito anos de idade, uma garota da cidade de Utah, nos Estados Unidos, foi diagnosticada como a pessoa mais jovem a ter câncer de mama.


De acordo com um documento do Jornal Internacional de Cirurgia Pediátrica, publicado pela ABC news, Chrissy Turner desenvolveu um raro tipo da doença, o carcinoma secretor da mama, que afeta apenas uma em um milhão de pessoas. Em adultos, já é uma manifestação incomum, porém em um criança é ainda mais.


De acordo com Annette Turner, mãe da menina, ela contou estar assustada com um caroço que apareceu em seu peito. "Ele está aqui faz algum tempo", comentou a pequena ao contar a Annete sobre o incômodo. Após o relato, ela levou Chrissy rapidamente ao médico para verificiar qual era o problema.


"Eu fiquei em choque", confessou a mulher a respeito do diagnóstico que foi dado no último dia 9 de novembro. "Nenhuma criança jamais deveria ter que passar por esta doença", completou.


Anteriormente ao susto dado na família, Annette Turner descobriu um câncer cervical e seu marido com uma doença linfática. "Eu fiquei um pouco asssustada ao descobrir o que era", observou a menina.


Apesar da ocorrência bastante rara, médicos do Hospital Primário Infantil, de Salt Lake City, disseram estar confiantes a respeito da retirada do tumor."Chrissy precisará passar por uma masectomia simples para tirar todo o tecido que representa risco de retorno da doença", disse o médico Brian Bucher, responsável pelo caso.


Eles estão confiantes em relação à cura. Enquanto isso, a família está angariando fundos na internet para colaborar com o financiamento do tratamento.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 27/11/2015
PUBLICIDADE