Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Em relatório, PF diz que consultoria do filho de Lula reproduziu Wikipédia

Empresário recebeu R$ 2,5 mi de suspeito de atuar em fraude no Carf

O relatório final da Polícia Federal (PF) sobre as investigações da Operação Zelotes – que apura fraudes em julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) – coloca sob suspeita o contrato de consultoria firmado entre uma das empresas de Luís Cláudio Lula da Silva, filho mais novo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e a Marcondes e Mautoni, escritório advocatício que, supostamente, participaria do esquema criminoso.


Segundo as investigações, a LFT Marketing Esportivo – de Luís Cláudio – recebeu R$ 2,5 milhões em pagamentos da Marcondes e Mautoni, banca de advogados especializada na representação de montadoras automotivas em entidades do setor, como a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos (Anfavea) e o Sindicato Nacional da Indústria de Veículos (Sinfavea).


No documento ao qual a TV Globo teve acesso, a PF chama a atenção para a "inexperiência" do filho de Lula para o trabalho prestado e para a "baixa complexidade" do estudo apresentado pela empresa dele.


A conclusão dos investigadores no relatório final do inquérito que investiga a suposta compra de medidas provisórias para beneficiar montadoras de automóveis é de que a consultoria entregue por Luís Claúdio foi feita a partir da reprodução de material disponível na internet, e não de um trabalho próprio, desenvolvido pela empresa. 


"[No relatório de análise policial] confirmou-se, objetivamente, que o estudo produzido é baseado em meras reproduções de conteúdo disponível na rede mundial de computadores, em especial no site do 'Wikipedia'", diz trecho do inquérito.


A Wikipédia é uma enciclopédia virtual e gratuita alimentada por colaborações de usuários da internet. Atualmente, o site mantido pela Fundação Wikimedia possui mais de 30 milhões de artigos, dos quais cerca de 834 mil na língua portuguesa.


A banca de advogados de Marcondes é investigada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público por ter atuado de forma supostamente ilegal para aprovar a MP 471, que prorrogou benefícios fiscais de montadoras de veículos.


Quando surgiram as acusações, o advogado do filho caçula de Lula, Cristiano Zanin Martins, explicou que a LFT prestou serviços à Marcondes e Mautoni nos anos de 2014 e 2015 e, por este motivo, recebeu os valores que foram contratados. Ele prestaria a Marcondes consultoria técnica e assessoramento empresarial de marketing esportivo.


Nesta sexta, o G1 tentou contato com Zanin para comentar o relatório da PF, mas até a última atualização desta reportagem não havia obtido resposta.


CONCLUSÃO DA PF


Por conta da conclusão de que o material fornecido pela empresa de Luís Claúdio foi baseado em informações disponíveis na Wikipedia, a Polícia Federal diz que não é "crível" que Mauro Marcondes tenha pago tanto dinheiro por um material copiado da internet. 


“Observou-se de plano que os estudos apresentados pareciam ser de rasa profundidade e complexidade, em total falta de sintonia com os milionários valores pagos”, ressaltam os policiais federais no relatório.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 28/11/2015
PUBLICIDADE