Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Corinthians se irrita com postura de empresários e crê em leilão

Técnico Tite quer a permanência do jogador para disputar a Libertadores

O Corinthians caminha para viver sua segunda grande novela na temporada. Depois de Guerrero,agora é a vez da negociação com o volante Ralf se complicar. A diretoria do Timão está insatisfeita com o modo como os agentes do jogador, Alisson Garcia Costa e André Vieira Costa, conduzem a negociação e acredita que eles fazem um leilão com outros clubes para conseguir ofertas melhores financeiramente.


Após uma primeira reunião entre as partes, o Timão concordou em melhorar a proposta inicial, mas até agora não obteve resposta para um segundo encontro. Pessoas próximas à diretoria de futebol relatam que há a desconfiança de que os empresários já estejam negociando com outras equipes. 


Há duas semanas, o superintendente de futebol do Corinthians, Andrés Sanchez, revelou que Ralf pediu muito dinheiro para renovar e, por isso, acordo ainda não aconteceu. Ele teria solicitado R$ 400 mil de salários, além de R$ 3 milhões de luvas e mais três anos de contrato. O Timão topa a chegar aos R$ 300 mil mensais, mas com dois anos de vínculo. Ninguém confirma os valores.


– Não sei o que a diretoria considera pedir muito. Estamos negociando. Nunca escondi que minha vontade é ficar – afirmou Ralf na saída da delegação do Rio de Janeiro, semana passada, após conquistar o título brasileiro. 


A direção corintiana aposta que o fim de ano será concorrido. Aos 31 anos, Ralf é um dos líderes do elenco e tem contrato só até dezembro, o que o transforma em um jogador bastante cobiçado no mercado. Durante a temporada, quando quase chegou a ser negociado, o São Paulo era outro que monitorava a situação.


O técnico Tite deixou claro na entrevista coletiva de sexta-feira, no CT Joaquim Grava, que não abre mão de contar com o mesmo grupo de jogadores em 2016, sobretudo para disputar a Libertadores. Ralf chegou a perder a vaga na equipe para Bruno Henrique nesta temporada, mas recuperou o lugar com a lesão do companheiro e voltou a ser fundamental na proteção da zaga.


Se a renovação está emperrada, Corinthians e agentes de Ralf chegaram a um acordo recentemente para colocar fim a uma disputa judicial. O clube foi condenado nos tribunais a pagar R$ 2.797.813,42 aos empresários, mas se acertou com eles para quitar a dívida parceladamente nos próximos meses.


Os empresários de Ralf foram procurados, mas não houve contato.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 29/11/2015
PUBLICIDADE