Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Clube é condenado a pagar R$ 300 mil a atleta

Amaral teve uma passagem curta e discreta pelo Botafogo. Mas deixou uma marca que pode ser difícil de ser apagada. Em 11 de outubro, o clube foi condenado a pagar R$ 300 mil ao volante por conta de salários e outros encargos atrasados. O fato curioso é que o jogador disputou apenas seis partidas pelo Alvinegro. A decisão da juíza Nélie Oliveira Perbeils, da 30ª Vara do Trabalho, do Rio de Janeiro, ainda cabe recurso.


O jogador foi contratado pelo Botafogo em agosto de 2012 e permaneceu até dezembro. A decisão judicial aponta que o clube deve a Amaral salário de dezembro, além de férias proporcionais, FGTS e outros encargos. Em sua sentença, a juíza mostrou não aceitar a crise financeira do Alvinegro como justificativa para a falta de pagamento.


“A dificuldade financeira do clube réu não decorre de força maior, mas de sua própria administração, ou do modelo de administração adotado, que não é empresarial”, escreveu Nélie Oliveira Perbeils em sua sentença.


Em seu recurso, o Botafogo impôs embargo de declaração, contestando a sentença por entender que a juíza foi omissa em alguns pontos. Amaral, hoje com 32 anos, desde que saiu do Botafogo passou por Criciúma, Ceará e Mogi Mirim.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 11/12/2015
PUBLICIDADE