Domingo, 23 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

River sofre, mas vence Sanfrecce e vai à final do Mundial de Clubes

Foi sofrido, no sufoco, mas o River Plate está classificado para a final do Mundial de Clubes da Fifa. Nesta quarta-feira (16), em Osaka, os argentinos venceram o Sanfrecce Hiroshima por 1 a 0 e avançaram à decisão.


O gol da partida foi marcado por Alario, que aproveitou falha do sistema defensivo japonês para balançar as redes. Apesar da vitória, o River teve muita dificuldade para propor o jogo e sofreu com o contra-ataque do Sanfrecce, que criou as melhores oportunidades da partida até o tento argentino. Mas Barovero teve grande atuação e fechou a meta dos Millonarios.


Agora, o River espera o resultado do jogo Barcelona x Guangzhou Evergrande, que acontece às 8h30 de Brasília desta quinta-feira (17), para saber quem enfrentará na final do Mundial.


O jogo


No início do primeiro tempo, o River Plate controlou as ações no meio de campo, mas teve dificuldades para entrar na área e oferecer perigo ao goleiro Takuto Hayashi. Inicialmente acuado, o Sanfrecce Hiroshima saiu da defesa e começou a criar as melhores chances do jogo até então.


Em duas oportunidades, Yusuke Minagawa parou no goleiro Marcelo Barovero. Primeiro, aos 25 min, o camisa 22 recebeu o lançamento pela direita nas costas de Éder Balanta, mas viu o goleiro sair bem para fechar o ângulo no chute; depois, aos 39 min, o atacante recebeu na área e bateu alto no canto esquerdo de Barovero, que se esticou para mandar para escanteio.


Aos 32 min, quem teve a chance foi Yusuke Chajima, que chutou no alto pela esquerda e obrigou o camisa 1 do River Plate a se esticar. Em compensação, em sua melhor chance, o River também assustou: aos 43 min, Carlos Sánchez recebeu o cruzamento pela esquerda e cabeceou no contrapé de Hayashi, que evitou o gol.


Após o intervalo, o River deu sinais de melhora. Logo aos 2min, a zaga japonesa não conseguiu afastar a bola, e Rodrigo Mora chutou o rebote por cima. O Hiroshima começou a apresentar cansaço e não conseguia mais sair em velocidade como na etapa inicial.


Quando o jogo estava equilibrado, com os dois times com dificuldades para criar boas chances de gol, o River abriu o placar em falha do goleiro Hayashi. Após lançamento na grande área, o goleiro japonês dividiu bola com Sanchez, que levou a melhor. Na sobra, Alario só completou para balançar as redes.


Na parte final do jogo, o Hiroshima foi com tudo pra cima do River, mas sofreu mais quando teve que propor o jogo. Apesar do abafa no fim, os donos da casa não criaram nenhuma oportunidade de empatar o jogo e deram adeus ao Mundial.

Fonte: douradosnews
Data Postagem: 17/12/2015
PUBLICIDADE