Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Muricy e Jorginho chegam à semi com trajetórias opostas no futebol

Muricy busca a redenção com o São Paulo, clube que marcou sua vida esportiva. Jorginho tenta levar a Ponte Preta, uma paixão recente, ao inédito lugar mais alto do pódio.
Muricy Ramalho e Jorginho fazem duelo à parte nesta quarta-feira (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

Oito anos separam Muricy Ramalho e Jorge José de Amorim Campos. A idade, porém, é apenas uma das muitas diferenças entre os dois. Unidos pelo futebol e vencedores por natureza, os treinadores que iniciam nesta quarta-feira a disputa por um lugar na decisão da Sul-Americana usam trajetórias próprias para escrever a história cada um à sua maneira. Muricy busca a redenção com o São Paulo, clube que marcou sua vida esportiva. Jorginho tenta levar a Ponte Preta, uma paixão recente, ao inédito lugar mais alto do pódio. O caminho de cada para alcançar esse objetivo, porém, foi bem diferente.


Enquanto Muricy teve uma carreira curta como jogador, apesar do reconhecido talento com a bola nos pés, Jorginho se destacou pela longevidade de quase 20 anos como profissional, por clubes do Brasil, Alemanha e Japão. No banco de reservas, porém, a situação se inverteu completamente: o tricolor coleciona títulos e recordes à beira do campo, enquanto o pontepretano - apesar da passagem pela Seleção como assistente de Dunga, entre 2006 e 2010, - ainda busca um lugar de destaque entre os treinadores emergentes.


Confira a trajetória de cada um em destaque abaixo.


Os estilos se contrapõem na semifinal brasileira da Sul-Americana. Muricy e Jorginho iniciam nesta quarta-feira, no Morumbi, a briga para ver quem enfrentará Lanús ou Libertad na final do segundo torneio mais importante do continente. Quando a bola rolar, o respeito e a admiração são deixados de lado.


- O Muricy é um dos melhores do Brasil. Ao lado de Vanderlei Luxemburgo, tem um dos currículos mais vitoriosos como técnico. Com o jeitão dele, é um cara autêntico, transparente. Gosto disso nele. O São Paulo melhorou muito em suas mãos. Os resultados e estilo dele fazem os jogadores respeitarem suas orientações. Isso é fundamental para um treinador ter sucesso - elogia Jorginho, o aprendiz na disputa.


 

Fonte: Globo Esporte
Data Postagem: 19/11/2013
PUBLICIDADE