Domingo, 30 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Exame de língua portuguesa tem 3,5 mil aprovados na 2ª edição

Para o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, os números indicam a consolidação do exame e o reconhecimento da importância que o Brasil adquiriu no cenário internacional

Dos 4.154 participantes da segunda edição do exame para obtenção do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras), 3.582 (86,2%) foram aprovados.


De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), 43,2% dos candidatos (1.548) conseguiram a certificação no nível intermediário; 1.513 (42,2%), no intermediário superior; 49 (13,3%) no avançado e 44 (1,3%) no avançado superior. Os dados foram liberados pelo Inep para consulta na sexta-feira, 20.


O Celpe-Bras é o único documento brasileiro de proficiência em português como língua estrangeira reconhecido oficialmente.


O exame foi realizado em 21 postos aplicadores no Brasil e 48 no exterior, em outubro último.


Nos últimos cinco anos, houve aumento de 77% no número de certificados na segunda edição.


Para o presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, os números indicam a consolidação do exame e o reconhecimento da importância que o Brasil adquiriu no cenário internacional.


“Nosso país tem desempenhado papel de protagonismo na difusão da língua portuguesa nos últimos anos, especialmente pelos resultados positivos das políticas sociais e de erradicação da miséria”, afirmou.


A avaliação do Celpe-Bras é composta de partes escrita e oral. Da escrita constam tarefas que integram compreensão oral e produção escrita (gravada em áudio ou em áudio e vídeo) e leitura e produção escrita.


Na parte oral, o candidato participa de interação de 20 minutos, com entrevista e conversa sobre atividades e interesses do participante e sobre assuntos gerais, a partir de pequenos textos, fotos e cartuns.


De acordo com a pontuação obtida, o candidato é classificado nos níveis de proficiência intermediário, intermediário superior, avançado e avançado superior.

Fonte: MEC
Data Postagem: 23/12/2013
PUBLICIDADE