Sexta-Feira, 28 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

MPF vai monitorar gastos do Estado no combate ao Aedes

Foto: Divulgação

Os gastos dos municípios e do governo do Estado com o combate ao Aedes aegypti será monitorado pelo Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul.


O órgão instaurou inquérito civil que permite inspecionar como está sendo feito o investimento de recursos públicos federais para diminuir o surto do mosquito, que pode transmitir a dengue, chikungunya e vírus zika.


A medida também faz parte da participação do MPF no Plano Nacional de Enfrentamento à Microcefalia e no Plano de Contingência ao Aedes aegypti.


"O objetivo da rede é inserir o Ministério Público Federal (MPF) no atual esforço nacional de contenção da epidemia, articulando-se com o Ministério da Saúde e com os demais órgãos governamentais das três esferas da Federação, assim como o setor acadêmico e a sociedade civil", disse o procurador federal dos Direitos do Cidadão, Aurélio Rios, via assessoria de imprensa.


Procuradores também passaram a integrar, desde janeiro, o Comitê Estadual de Combate ao Vetor Aedes aegypti e a Sala de Situação de Acompanhamento do Plano Emergencial.


Ano passado, o governo estadual investiu R$ 7 milhões no combate ao mosquito, valor 24% menor do que fora gasto em 2014 (R$ 9,2 milhões).

Fonte: Agência Brasil
Data Postagem: 20/02/2016
PUBLICIDADE