Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

AINDA HÁ ESPERANÇASantos cede empate ao Cruzeiro e se complica na briga pelo título

Na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o Santos cedeu um empate por 2 a 2 ao Cruzeiro na tarde deste domingo (20), no estádio do Mineirão. O resultado complicou a equipe comandada pelo técnico Dorival Júnior na briga pelo título do Campeonato Brasileiro.


Com o resultado, o alvinegro chegou aos 68 pontos e se distanciou do Palmeiras, que tem 74. Agora, para levantar a taça, o Santos precisa vencer as duas próximas partidas e o torcer para duas derrotas do rival.


Com apenas um ponto somado, o Cruzeiro ficou cada mais vez longe da briga pelas primeiras posições do Brasileirão.


Na próxima, e penúltima rodada da competição nacional, o Cruzeiro visita o Internacional de Porto Alegre no domingo, às 17 horas (de Brasília). Já o Santos enfrenta o Flamengo no estádio do Maracanã, nas mesmas data e horário.


Ricardo Oliveira foi o melhor em campo neste domingo. O atacante santista, quando acionado, não perdoou e balançou a rede em duas oportunidades.


Pouco depois de não ir bem na cobertura da jogada que resultado no gol de Arrascaeta, o zagueiro Fabián Noguera foi descartado do time titular do Santos, ainda no primeiro tempo, em substituição ousada de Dorival Júnior. Léo Cittadini entrou no lugar do beque.


Em busca do domínio da partida, o Santos valorizou o toque de bola e teve maior posse no início do primeiro tempo, oferecendo pouco espaço aos anfitriões do confronto.


Aos 21 min da etapa inicial da partida, o Cruzeiro inaugurou o marcador. Depois de cruzamento pela esquerda, Arrascaeta levou a melhor em disputa pelo alto com Zeca. Fabián Noguera vacilou, não conseguiu fazer o corte e o uruguaio mandou um chute rasteiro no canto direito de Vanderlei.


Arrascaeta estava inspirando na tarde deste domingo. Aos 30 do primeiro tempo, o atacante recebeu livre na pequena área, driblou a zaga e chutou forte e Vanderlei fez uma bela defesa, impedindo que o Cruzeiro amplie a vantagem.


Após sofrer o gol, a equipe do litoral paulista ficou com muita dificuldade para criar e chegar com perigo. Insatisfeito com a atuação santista, o técnico Dorival Júnior resolveu fazer uma alteração ousada: tirou o zagueiro Fabián Noguera e colocou o meia Léo Cittadini.


O Santos reagiu rapidamente na volta dos vestiários. Aos 2 min da etapa complementar, Lucas Romero recuou errado e a bola ficou de presente para Ricardo Oliveira, livre de marcação, mandar na saída do goleiro Rafael e deixar tudo igual no Mineirão.


Mais um dele, Ricardo Oliveira. Copete tabelou com Léo Cittadini e caiu na área após dividida com Romero. O árbitro assinalou pênalti e o pastor não perdoou, aos 16 min do segundo tempo, com um chute certeiro no gol de Rafael.


Arrascaeta fez falta violenta em Thiago Maia aos 35 min do segundo tempo e acabou expulso da partida, deixando o Cruzeiro com um homem a menos em campo.


Aos 43 do segundo tempo, Manoel, em posição polêmica, marcou o gol de empate do Cruzeiro e deixou tudo igual no Mineirão.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 21/11/2016
PUBLICIDADE