Terca-Feira, 23 de Maio de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

CR7 enaltece os feitos na temporada e classifica 2016 como ano dos sonhos

Campeão da Eurocopa, da Liga dos Campeões e vencedor da Bola de Ouro, troféu entregue pela revista France Football ao melhor jogador de cada temporada, Cristiano Ronaldo fechou a temporada com chave de ouro. Com três gols, o português comandou neste domingo a vitória de 4 a 2 do Real Madrid sobre o Kashima Antlers, em Yokohama, resultado que garantiu o título do Mundial de Clubes ao clube espanhol. Eleito o craque do torneio no Japão, o camisa 7 classificou 2016 como um ano dos sonhos.


Em entrevista após o triunfo sobre os japoneses, Cristiano Ronaldo não escondeu a sua felicidade ao relembrar os seus feitos nesta temporada e enaltecer o apoio dos companheiros para finalizar o ano da melhor forma possível. O português disse que sempre se doa ao máximo dentro de campo para fazer o melhor possível e ter êxito nas partidas.


"Impressionante. Como já disse algumas vezes. Foi um ano dos sonhos. Eu não esperava que fosse terminar assim. Ganhar a final e fazer três gols e ajudar o Real Madrid. Estou muito contente (...). Sempre se espera muito do Cristiano. Eu dou sempre o meu melhor. Quando não dou é porque não deu. Estou muito contente. Foi uma semana de alegria depois de ganhar a Bola de Ouro. E agora, ao ganhar o Mundial de Clubes, finalizei um ano perfeito. Eu e os meus companheiros, que agradecê-los mais uma vez. Não poderia ganhar os troféus individuais que eu ganhei sem eles. Muito obrigado".


Cristiano destacou a atuação do Kashima Antlers, que começou a final do Mundial atrás e chegou a liderar o placar por 2 a 1. O português disse que não esperava um duelo tão equilibrado na final do Mundial de Clubes. "Minha mãe, foi uma partida muito sofrida. Não esperávamos que eles fossem jogar assim tão bem. Mas jogamos bem também. Foi um pouco sofrido, mas as finais são assim. Era um troféu que nós queríamos muito para fecharmos o ano da melhor maneira. Estou muito contente".


Com os três gols sobre o Kashima Antlers, Cristiano Ronaldo igualou Pelé, então o único jogador a ter marcado três vezes numa final do Mundial de Clubes: em 1962, na vitória do Santos por 5 a 2 sobre o Benfica.

Fonte: dourados news
Data Postagem: 19/12/2016
PUBLICIDADE