Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Operário e Novo representam MS no maior torneio de base do país

Jovens atletas seguem firme na preparação para a Copa São Paulo, que começa no próximo dia 3

As equipes do Operário e do Novoperário seguem na reta final de preparação para representar Mato Grosso do Sul na Copa São Paulo de Futebol Junior 2017, conhecida como Copinha - a primeira fase começa no dia 3 de janeiro. O maior torneio de base do futebol brasileiro terá a participação de 120 clubes, divididos em 30 sedes espalhadas pelos municípios do interior paulista. Os dois finalistas decidem o título no histórico Pacaembu, no dia do aniversário de São Paulo, em 25 de janeiro.


A primeira equipe sul-mato-grossense a entrar em campo será o Novo Operário. A estréia será diante do Atlético-MG, no dia 3 janeiro. O confronto será em Novo Horizonte (SP), sede do Grupo 4, que tem ainda a equipe anfitriã Novo Horizontino e o São Raimundo, da Roraima.


O presidente novoperariano, Américo Ferreira, comemora a primeira participação do clube na competição. “Vivemos uma expectativa muito grande. Somos o caçula do futebol profissional em MS e em cinco anos estamos na disputa”, afirma.


A vaga veio recheada com o título do Campeonato Estadual Sub-19, no dia 20 de setembro - o Novo venceu a final,  por 1 a 0, contra o Operário. Após a conquista, um intervalo de apenas 20 dias e os jovens campeões deram início à preparação para a Copinha.


A diretoria manteve os principais destaques do grupo: o volante Dagoberto, o goleiro Jackson e o atacante Maycon, ambos de 19 anos. Houve ainda o reforço de cinco atletas, que estavam no União/ABC. Dentre eles, o lateral-direito, Welington Dias e Teixeira, na posição de volante.


“Todos estão brigando por vaga”, diz o presidente Américo, lembrando que o técnico Mauro Maurino tem até o dia 30 para fechar o grupo com os 20 jogadores que viajam para Novo Horizonte. “Hoje temos 28 jogadores, a disputa está entre todos”, completou.


OPERÁRIO


Depois de sete anos longe da Copa São Paulo de Futebol Junior, o Operário estreia no dia 4 janeiro, contra o Taubaté. A equipe paulista será a anfitriã do Grupo 17, que tem também o Pinheiro (MA), além do Corinthians, maior vencedor do torneio com nove títulos.


O técnico operariano Paulo Rezende fez as contas para terminar entre os dois primeiros do grupo e avançar de fase. “Quem conseguir um empate com o Corinthians e vencer os outros dois confrontos está dentro”, acredita. 


Rezende aposta no entrosamento dos seus comandados, que atuam juntos desde agosto. “Tivemos tempo para a parte tática. Os jogadores assimilaram muito bem, estão bem posicionados, agrupados em campo. Não temos muitos craques, mas a equipe vai dar trabalho”, avisa.


 


 


 

 

No grupo, o técnico chama atenção para o meia Elohan, 18 anos, e João Victor, zagueiro de 19 anos. “O Elohan é muito habilidoso, gosta do drible, aposto muito nele. O João tem uma bola aérea muito boa, é firme na marcação e passa segurança à equipe”. 


O comandante alvinegro também falou sobre a responsabilidade em conseguir bons resultados na primeira fase.  “Faz muito tempo que o clube não disputa um torneio nacional, tanto no profissional como na base. É uma chance de colocar o Operário em visibilidade no cenário nacional”, concluiu.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 22/12/2016
PUBLICIDADE