Domingo, 23 de Abril de 2017 | E-mail para contato: contato@nvnoticias.com.br

Sob olhar de Tite, Corinthians bate o Santos e segue no topo do Paulista

Em clássico que teve o ex-técnico Tite na plateia, o Corinthians reviveu o espírito do antigo comandante para bater o Santos por 1 a 0, neste sábado, em confronto válido pela 7ª rodada do Campeonato Paulista. Com muita marcação no campo de ataque, os corintianos dominaram a posse de bola, minimizaram os riscos na defesa e venceram graças a uma triangulação ofensiva que o atual treinador da seleção tanto usou no time.


Com o resultado, o Corinthians chega aos 18 pontos, ainda com a liderança tranquila do Grupo A do Campeonato Paulista. De quebra, o time do técnico Fábio Carille, ex-auxiliar de Tite, mantém a melhor campanha do Estadual. Por sua vez, o Santos segue estagnado nos 10 pontos, ainda em situação de classificação complicada dentro do Grupo D.


No jogo, com o artifício da marcação sob pressão no campo de ataque, o Corinthians conseguiu dominar as ações no primeiro tempo. O time da casa acabou dificultando a saída de bola do Santos e forçando erros de passe de Vitor Bueno, o principal armador dos visitantes.


Depois de perder boas oportunidades antes no primeiro tempo, o Corinthians definiu a vitória logo no minuto inicial após intervalo. Numa boa jogada pela esquerda, Arana cruzou na área e encontrou Jô, que desviou de cabeça para marcar - mais uma vez em um clássico, já que também havia marcado contra o Palmeiras em fevereiro.


O Santos aceitou o jogo imposto pelo Corinthians na noite deste sábado. Em Itaquera, a equipe de Dorival Júnior pouco ameaçou a meta defendida pelo goleiro Cássio. Faltou criatividade diante da postura compacta da equipe de Fábio Carille. Somente na parte final do jogo, com o placar em desvantagem, o time de Vila Belmiro ocupou o campo ofensivo.


CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel; Jadson, Maycon, Rodriguinho (Giovanni Augusto) e Romero (Léo Jabá); Jô (Kazim).
T.: Fábio Carille


SANTOS
Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Cleber Reis e Zeca; Yuri (Rafael Longuine), Thiago Maia e Vitor Bueno; Bruno Henrique, Copete (Rodrigão) e Kayke (Thiago Ribeiro).
T.: Dorival Júnior


Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Auxiliares: Miguel Ribeiro da Costa e Daniel Paulo Ziolli
Renda/Público: R$ 1.991.856,80/36.378 torcedores
Cartões amarelos: Gabriel, Jadson, Rodriguinho e Pablo (COR); Vladimir (SAN)
Gols: Jô (COR), a 1min do segundo tempo.

Fonte: correio do estado
Data Postagem: 05/03/2017
PUBLICIDADE